Publicado por: falmeida222 | Abril 14, 2009

Telemóvel com mais micróbios que uma Sanita

Alguns de nós já suspeitavam, agora a confirmação surgiu.

imagem_telemovel_wc02

Um estudo feito na universidade Ondokuz Mayis da Turquia avança com dados mais concretos. Falando do estudo em si, foram analisados 200 telemóveis de doutores e enfermeiras, de um hospital. Os resultados foram esclarecedores, 95% destes dispositivos estavam infectados por bactérias, alguns dos quais continham uma estirpe de super micróbio designada MRSA, que pode matar pacientes em condição frágil, micróbio este que não pode ser combatido com o uso de antibióticos. Mais grave é que os doutores e enfermeiras analisados, estavam a infectar pacientes com os seus telefones móveis.

A acumulação de micróbios é um processo normal, mas haverá forma de combater isto?
Existem duas soluções. O simples processo de usar por exemplo algodão molhado com álcool e esfregar nas zonas do telemóvel de maior contacto, é a solução mais fácil e comum. A outra opção passa por dispositivos tais como, o de uma empresa norte americana chamada Purelight, que inventou um mini esterilizador UV, para prevenir estes e outros males.

mdguidesforuse

Mini esterilizador UV

Este Mini esterilizador UV além de permitir desinfectar os telemóveis, pode ser utilizado em lentes de contacto,óculos, sapatos. acessorios de casa de banho, computador, teclado entre outros.

Um bom método para limitar ao máximo, o toque e contacto com a boca, com telemóvel é usar um auricular bluetooth.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: