Publicado por: falmeida222 | Julho 15, 2009

Os 50 autores mais influentes do século XX e o que aprendemos, ou devíamos ter aprendido com eles! Parte II-FRANZ KAFKA

FRANZ KAFKA (1883-1924)

KakfaKafkiano.De todos os adjectivos associados a nomes de escritores, é este o mais nítido (mesmo quem não leu Kafka sabe o que quer dizer) e o mais universal. As histórias kafkianas estão em todo o lado: em Praga, em Lisboa, em Bogotá ou no Bangladesh. Isto é, onde quer que existam homens, leis, níveis hierárquicos, lógicas perversas, burocracias. “A Alemanha declarou guerra à Rússia. À tarde, piscina”, escreveu no seu Diário, em 1914.

Diz a lenda que não conseguiu acabar de ler o romance O Processo aos seus amigos porque tinha ataques de riso. Foi talvez este distanciamento em relação às coisas que lhe permitiu escrever algumas das obras mais perturbantes da literatura ocidental: contos, parábolas, fragmentos, romances, uma novela (Metamorfose), textos que nos rebentam nas mãos com uma angustiante estranheza.

A sua influência é tão grande que até funciona retrospectivamente, como assinalou Borges no célebre ensaio Kafka e os seus precursores.

O que nos ensinou: o absurdo da tragédia humana, tão absurdo que lhe dava (a ele, Kafka) vontade de rir!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: