Publicado por: falmeida222 | Setembro 16, 2010

Estreias da semana:”RESIDENT EVIL: RESSUREIÇÃO”;”A PAPISA JOANA “;”A TROCA”;”LISBOA DOMICILIÁRIA”;”MARGINAIS”;”O ÚLTIMO VÔO DO FLAMINGO”;”O ETERNO SOLTEIRÃO”;”TODOS OS OUTROS”

RESIDENT EVIL: RESSUREIÇÃO
M12|ACÇÃO, FICÇÃO CIENTÍFICA, TERROR, THRILLER
|EUA

Realização: Paul W.S. Anderson
Argumento: Paul W.S. Anderson
Intérpretes: Milla Jovovich, Ali Larter, Kim Coates, Shawn Roberts, Sergio Peris-Mencheta, Spencer Locke, Boris Kodjoe, Wentworth Miller, Sienna Guillory, Kacey Barnfield, Norman Yeung, Fulvio Cecere
IMDB: 7,2 /10 (5 030 votos)

null

O filme “Resident Evil: Ressurreição” estrear-se-á nos cinemas Lusomundo, em Portugal, no dia 16 de Setembro de 2010. “Resident Evil: Ressurreição”, um filme de acção e terror, protagonizado por Milla Jovovich, que retrata a história da jovem Alice que luta um vírus que transforma as pessoas em mortos vivos.

A acção de “Resident Evil: Ressurreição” arranca logo após o término do terceiro filme da saga, “Resident Evil: Extinção”, com Alice (Milla Jovovich) a vaguear pelo planeta em busca de sobreviventes. Quando chega a Los Angeles, vê-se numa prisão rodeada de zombies e alia-se a um grupo de sobreviventes que ali se escondem desde a eclosão do vírus, para tentar auxiliar a libertar alguns prisioneiros humanos, incluindo o irmão de Claire.

“Resident Evil: Ressurreição” é o quarto filme da série “Resident Evil”, baseado no popular jogo de vídeo do mesmo nome, e devolve Paul W.S.Anderson à cadeira de realizador, após ter arrancado a série em 2002 e passado as rédeas da mesma para Alexander Witt (“Resident Evil: Apocalipse”, em 2004) e Russell Mulcahy (“Resident Evil: Extinção”, em 2007).

Milla Jovovich mantém o papel protagonista nesta quarta película, em parceria com Ali Larter, Wentworth Miller (o protagonista da série “Prison Break”) e Shawn Roberts.

A PAPISA JOANA
M12|DRAMA, HISTÓRIA, ROMANCE|ALEMANHA|149m

Realização: Soenke Wortmann
Argumento: Donna Woolfolk Cross, Heinrich Hadding, Soenke Wortmann
Intérpretes: David Wenham, Iain Glen, Johanna Wokalek, John Goodman, Edward Petherbridge, Anatole Taubman, Lotte Flack, Richard van Weyden
IMDB: 6,5 /10 (987 votos)

null

O aclamado realizador Sönke Wortmann transporta-nos numa misteriosa viagem de fé, amor e poder que desafia todas as convenções suportadas durante 1200 anos. Esta é a história que dá a conhecer uma das mais interessantes mulheres da História — a mulher conhecida como “A Papisa Joana”.

Johanna von Ingelheim (Johanna Wokalek), nascida na pobreza numa época de trevas, onde ser mulher era quase uma maldição, usou de todos os esquemas para poder dar azo à sua sede de conhecimento: ensinada pelo irmão Matthew a ler com apenas seis anos, cedo acaba por ser escolhida pela escola religiosa na Catedral de Dorstadt, onde se torna a única rapariga estudante.

Mais tarde conhece o afecto em Gerold (David Wenham), que a acolheu como filha em sua casa mas cuja relação, com os anos, se transforma em amor. Depois de ser obrigada a casar, acaba por fugir e, disfarçada de homem, entra para o mosteiro de Fulda onde, durante vários anos, esconde a sua verdadeira identidade, tornando-se John Anglicus.

Através dos seus grandes conhecimentos de medicina tradicional, conquista o respeito e confiança de todos e, assim, seguindo caminho para Roma acaba por salvar a vida do papa (John Goodman), de quem se torna íntima e confidente. Guardando o terrível segredo sobre a sua verdadeira identidade, acaba por ascender a pontífice máximo da Igreja Católica mas o reencontro com Gerold ditará o seu trágico destino…

“A Papisa Joana” é baseado no “bestseller” mundial escrito pela americana Donna Woolfolk Cross, sobre a lendária história da única mulher que terá sido Papisa, entre os anos 855 e 858 DC.

A TROCA
M12|COMÉDIA, DRAMA, ROMANCE
|EUA

Realizador: Josh Gordon, Will Speck
Argumento: Allan Loeb, Jeffrey Eugenides
Intérpretes: Jason Bateman, Victor Pagan, Jennifer Aniston, Jeff Goldblum, Juliette Lewis, Patrick Wilson, Todd Louiso, Scott Elrod, Kelli Barrett, Rebecca Naomi Jones
IMDB: 5,9 /10 (1 974 votos)

null

A comédia “A Troca”, filme realizado por Josh Gordon e Will Speck conta com algumas estrelas no seu elenco, tais como Jennifer Aniston e Jason Bateman. “A Troca” é um filme que quer divertir, mas que não deixa de abordar temas sensíveis à sociedade como o caso das mães solteiras.

Kessie (Jennifer Aniston) é uma mulher divertida, inteligente… e solteira. Um dia, apesar das objecções do seu melhor amigo e um pouco neurótico Wally (Jason Bateman), decide que é tempo de ter um filho. Mesmo que para tal o tenha de fazer sozinha… bom, pelo menos com a ajuda de um encantador doador de esperma (Patrick Wilson).

Mas, sem que ela pudesse saber, os seus planos dão para o torto quando uma troca de última hora apenas é descoberta sete anos mais tarde — quando Wally conhece finalmente o filho precoce, mas um pouco neurótico, de Kassie…

LISBOA DOMICILIÁRIA
M12|DOCUMENTÁRIO
|PORTUGAL

Realizador: Marta Pessoa
Argumento: Marta Pessoa
Intérpretes: (nada a assinalar)
IMDB: (nada a assinalar)

null

“Lisboa Domiciliária” é um documentário de Marta Pessoa sobre um outro lado da cidade de Lisboa. As casas antigas e gastas pelo tempo que nos parecem vazias e, muitas vezes, ao abandono estão, na verdade, fechadas por dentro, por idosos que se isolaram na sua solidão e que vivem as suas amarguras e as suas dificuldades esperando pelo fim, que tarda em chegar. A realizadora mostra o que significa, para cada uma destas pessoas, a ajuda que voluntários prestam ao domicílio e de que maneira a sua assistência atenua o sofrimento e a dor de quem já pouco, ou nada, tem para oferecer…

Lisboa. As casas que olhamos ao passar na rua parecem vazias, mas não estão. Povoados por idosos que vão perdendo o contacto com a rua, estes interiores formam um lado avesso da cidade. Lisboa deixa de ser um mapa feito de edifícios e arruamentos para passar a ser uma cidade cartografada com base em dificuldades, hábitos e memórias.

“Lisboa Domiciliária” é o retrato interior de uma cidade, feito a sete vozes, onde as fachadas dão lugar aos rostos e as distâncias se medem em passos. Onde a vida insiste na sua riqueza e reclama um lugar para lá de estatísticas e vontades pias. Olha-se o futuro e ele devolve o tempo que irá passar.

MARGINAIS
M12|DRAMA
|PORTUGAL

Realizador: Hugo Diogo
Argumento: Hugo Diogo
Intérpretes: José Fidalgo, Patrícia André, Inês Guimarães, Sandro Bala, João Brás, Hugo Carosa, Ana Cunha, Maria João Falcão, Almeno Gonçalves, Fernando Martins, Elmano Sancho, Ricardo Santos
IMDB: (ainda sem votação)

null

é um filme sobre vidas cruzadas nos subúrbios de Lisboa em busca de remição: Constantino é pai de Maria com quem tem uma relação dúbia e atribulada. Ela, por sua vez, tem a seu cargo Ana, a filha de 11 anos, que tenta educar da melhor maneira que lhe é possível, ao mesmo tempo que vive uma paixão difícil com Carlos. Já este vive em perpétuo conflito com o irmão Lucas: o primeiro é equilibrado e com objectivos muito definidos, o outro desregrado e sempre metido em sarilhos.

Incesto, lutas de rua ilegais, Jiu-jitsu, redenção, amor, paixão e vingança, são alguns dos temas abordados em “Marginais”.

Maria é filha de Constantino, vive uma relação conflituosa com o seu pai, que vê nela uma substituta para a sua falecida mulher. Maria tem um temperamento bastante forte, educa a sua filha Ana debaixo do fogo cruzado, com o seu pai.

Ana é uma menina de 11 anos, que passa a maior parte do seu tempo no seu quarto, ensaiando uma música para o sarau da escola. Um certo dia, encontra o seu vizinho mais recente, Marco. Em Marco encontra o apoio que nunca teve em casa. Marco é um músico amargurado com a vida.

Carlos e Lucas são dois irmãos afastados pelo destino. Lucas é socialmente activo, trabalha em um clube de vídeo, namora com a Maria, com quem sonha casar e seguir uma vida. Carlos instavel e perigoso, vive em rota de colisão com o sua vida, têm um ginásio clandestino onde dá aulas de Jiu jitsu de dia, e à noite participa em lutas de rua ilegais para ganhar mais algum dinheiro.

Em um passado recente, Lucas causou involuntariamente a morte da mãe num acidente de carro. Carlos nunca o perdoou e desde então afastou-se de Lucas com a ideia de uma vingança.

O ÚLTIMO VÔO DO FLAMINGO
M12|THRILLER
|PORTUGAL, MOÇAMBIQUE

Realizador: João Ribeiro
Argumento: Gonçalo Galvão Teles, João Ribeiro
Intérpretes: Carlo D’Ursi, Eliote Alex, Alberto Magassela, Adriana Alves, Cândida Bila, Mário Mabjaia, Gilberto Mendes, Cláudia Semedo
IMDB: (ainda sem votação)

null

O filme “O Último Voo do Flamingo” é baseado na obra homónima do escritor moçambicano Mia Couto, realizado por João Ribeiro e co-produzido por Espanha, Brasil, Moçambique, Itália e França, é uma crónica dos anos conturbados do pós-guerra, documentando a adaptação do país a uma nova realidade social e política.

Tizangara, uma pequena vila perdida no interior de Moçambique, poucos meses depois do fim da Guerra Civil. Cinco misteriosas explosões matam outros tantos soldados da Missão de Paz das Nações Unidas. Provas do crime? Apenas pénis decepados e os emblemáticos capacetes azuis.

É este o ponto de partida para uma enigmática investigação conduzida pelo oficial de serviço designado pelas Nações Unidas, o Tenente-Coronel italiano Massimo Risi (Carlo D’Ursi).

O ETERNO SOLTEIRÃO
M12|COMÉDIA, DRAMA
|EUA|90m

Realizador: Brian Koppelman, David Levien
Argumento: Brian Koppelman
Intérpretes: Michael Douglas, Susan Sarandon, Mary-Louise Parker, Jenna Fischer, Jesse Eisenberg, Danny DeVito, Olivia Thirlby, Anastasia Griffith, Richard Schiff, Ben Shenkman, Simone Levin, Anna Kuchma, Arthur J. Nascarella
IMDB: 6,7 /10 (1 813 votos)

null

O filme “O Eterno Solteirão”, com Michael Douglas como protagonista, conta-nos a história de um magnata dos automóveis que vê a sua vida profissional ser colocada em risco por causa da sua falta de descrição com a sua vida pessoal que é pautada por inúmeros envolvimentos românticos com adolescentes. Esta agradável comédia ainda não tem data de estreia prevista nas salas de cinema portuguesas…

A história de Ben Kalmen (Michael Douglas), um cinquentão nova-iorquino, ex-vendedor de sucesso, que, através das suas más decisões, deitou abaixo o negócio em que trabalhava.

O filme começa com Ben prestes a regressar mas algumas das motivações que o levaram a ceder no seu trabalho, ameaçam de novo arrasá-lo. Está divorciado de Nancy, sua namorada desde a faculdade e uma das pessoas que o conhece melhor que ninguém.

Apesar de ainda ter tempo para sair com a sua filha Susan e o seu adorado neto, ela corta o contacto quando descobre que o pai anda a encontrar-se com uma das suas amigas.

A namorada dele, Jordan, é a filha de um empresário muito influente, que lidera uma empresa de construção automóvel. Se Ben conseguir conter a sua arrogância por mais algum tempo, ele vai conseguir regressar em grande.

Mas as circunstâncias colocam-no muito próximo da rapariga em que ele não deve tocar, deixando tudo em perigo…

TODOS OS OUTROS
M12|DRAMA, ROMANCE
|ALEMANHA|119m

Realizador: Maren Ade
Argumento: Maren Ade
Intérpretes: Birgit Minichmayr, Lars Eidinger, Hans-Jochen Wagner, Nicole Marischka, Mira Partecke, Atef Vogel, Paula Hartmann, Carina N. Wiese
IMDB: 6,7 /10 (724 votos)

null

“Todos os Outros” é um filme Alemão (“Alle Anderen”) que nos traz a história de Gitti e Chris, um jovem casal que se encontra de férias e que se vê obrigado a lidar com os problemas da sua relação. O filme é um retrato fiel da intimidade entre duas pessoas: os rituais secretos, os momentos aparvalhados e os sonhos que ficaram por realizar.

O relacionamento de um jovem casal é empurrado para a beira do precipício enquanto estavam de férias no Mediterrâneo, neste drama, esperto e sexy do aclamado cineasta Maren Ade.

Na filme, Chris e Gitti parecem felizes e apaixonados enquanto desfrutam do sol e da areia da Sardenha. Mas como eles passam mais tempo juntos, a sua provocação lúdica e os jogos “estúpidos” começam a desvendar os medos e os desejos ocultos.

Quando acidentalmente se apercebem de um outro, aparentemente mais feliz e bem sucedido casal, as tensões entre eles explodem.

Da premiada realizadora Maren Ade (“Ebene 9? e “The Forest for the Trees”), um filme sobre a vida em comum de duas pessoas e os seus desejos antagónicos.

O filme foi vencedor do Urso de Prata – Grande Prémio do Júri e Melhor Actriz (Birgit Minichmayr).


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: