Publicado por: falmeida222 | Outubro 14, 2010

Estreias da Semana:” A CIDADE”;”ARREPENDIMENTOS”;”O ÚLTIMO EXORCISMO;”O PAI DAS MINHAS FILHAS”;”PANDORUM – UNIVERSO PARALELO”;”SHOOT ME”

A CIDADE
M12|CRIME, DRAMA, THRILLER|EUA

Realizador: Ben Affleck
Argumento: Ben Affleck, Peter Craig, Aaron Stockard
Intérpretes: Blake Lively, Jon Hamm, Ben Affleck, Rebecca Hall, Chris Cooper, Jeremy Renner, Slaine, Owen Burke, Titus Welliver, Pete Postlethwaite, Chris Cooper, Corena Chase
IMDB: 8,1/10 (11 479 votos)

“A Cidade” é uma adaptação do famoso romance de Chuck Hogan, “The Prince of Thieves”, para o cinema. No filme, Ben Affleck, para além de escrever o argumento e realizar o filme, interpreta um ladrão veterano, que tenta equilibrar os seus sentimentos pela gerente de um dos bancos que assaltou, enquanto tem um agente do FBI no seu encalço.

Doug MacRay (Ben Affleck) é um criminoso obstinado, líder de um grupo de cruéis ladrões de bancos que se orgulham em roubar o que querem e sair sem serem apanhados.

Sem afinidades, Doug nunca teve medo de perder alguém próximo a ele. Mas tudo isso mudou no último trabalho do grupo, quando eles tomaram por breves minutos a gerente do banco como refém, Claire Keesey (Rebecca Hall).

Mesmo deixando-a sair ilesa, Claire ficou nervosa ao saber que os ladrões sabem o seu nome … e onde ela mora. Mas ela baixa a sua guarda quando conhece um homem modesto e bastante charmoso chamado Doug… não percebendo que é o mesmo homem que dias antes, a aterrorizou.

A atracção instantânea entre eles gradualmente se transforma num apaixonado romance que ameaça tomar conta de ambos e a direcioná-los à um caminho perigoso e potencialmente mortal.

O filme “A Cidade” é uma adaptação do romance “The Prince of Thieves”, de Chuck Hogan.

ARREPENDIMENTOS
M12|COMÉDIA, DRAMA
|FRANÇA|104m

Realizador: Cédric Kahn
Argumento: Cédric Kahn
Intérpretes: Yvan Attal, Valeria Bruni Tedeschi, Arly Jover, Philippe Katerine, François Négret, Lisbeth Wagner, Franck Mercadal, Vincent Berger, Gurvan Cloatre
IMDB: 6,0 /10 (113 votos)

No filme Francês “Arrependimentos”, Mathieu Lievin, um arquitecto parisiense, regressa à sua cidade natal quando a mãe é internada de urgência no Hospital. Enquanto vagueia pelas ruas da cidade Mathieu cruza-se casualmente com Maya, a sua namorada de infância que não via há quinze anos. Será este encontro meramente casual ou o reacender de um chama que nunca foi totalmente apagada?

Mathieu Lievin (Yvan Attal) é um arquitecto na casa dos quarenta, solteiro e a viver em Paris. Devido à súbita doença e internamento de sua mãe, vê-se forçado a regressar à cidade onde cresceu. Aí, reencontra Maya (Valeria Bruni Tedeschi), uma ex-namorada dos tempos de juventude. Mas esta, acompanhada de um homem e de uma criança, finge não o reconhecer. Porém, horas depois, telefona-lhe e propõe-lhe um encontro.

Mathieu compreende que aquele é um momento de mudança na sua vida, mas Maya, agora casada e mãe, pode não passar de uma paixão impossível.

Um filme de Cédric Kahn (“O Tédio”, “Sinais Vermelhos”) que pretende questionar até que ponto a paixão e a vida de casal podem ser compatíveis.

O ÚLTIMO EXORCISMO
M16|TERROR, THRILLER
|EUA|87m

Realizador: Daniel Stamm
Argumento: Huck Botko, Andrew Gurland
Intérpretes: Patrick Fabian, Ashley Bell, Iris Bahr, Louis Herthum, Caleb Landry Jones, Tony Bentley, John Wright Jr., Shanna Forrestall, Victoria Patenaude
IMDB: 5,8 /10 (4 091 votos)

O reverendo Cotton Marcus chega a uma quinta do Louisiana para fazer o seu último exorcismo, algo a que ele já está tão habituado e com o qual se tem dado tão bem financeiramente que este até será filmado com uma equipa que leva consigo. Só que este último «trabalho» não será como os outros… É este o tema de “O Último Exorcismo”, filme de terror realizado por Daniel Stamm.

Quando chega à fazenda rural de Luois Sweetzer, no Luisiana, o Padre Cotton Marcus espera realizar apenas mais um rotineiro “exorcismo” em outra fanática religiosa. Sweetzer, um fundamentalista, contactou o carismático padre em último recurso, certo de que a sua filha adolescente, Nell, está possuída por um demónio que tem que ser exorcizado, antes que tudo acabe em tragédia.

A viver com um enorme peso na sua consciência, Cotton e a sua equipa planeiam filmar um documentário sobre este exorcismo, que seria o seu último.

Mas assim que chega à já sangrenta fazenda, cedo se apercebe que nada o podia ter preparado para o Mal que encontrou na fazenda. Agora, sendo tarde demais para voltar atrás, as crenças de Marcus são postas à prova nesta sua cruzada para ele e para a sua equipa salvarem Nell e a eles próprios, antes que seja tarde demais.

O PAI DAS MINHAS FILHAS
M12|DRAMA
|FRANÇA|110m

Realizador: Mia Hansen-Løve
Argumento: Mia Hansen-Løve
Intérpretes: Louis-Do de Lencquesaing, Chiara Caselli, Alice de Lencquesaing, Alice Gautier, Manelle Driss, Eric Elmosnino, Sandrine Dumas, Dominique Frot, Antoine Mathieu
IMDB: 7,2 /10 (461 votos)

“O Pai das Minhas Filhas” é um filme francês, do realizador Mia Hansen-Løve, que nos traz um drama sobre Grégoire (Louis-Do de Lencquesaing), um produtor de cinema parisiense, que tem tudo – uma esposa e três filhas que ele adora e um trabalho estimulante ao qual é dedicado. Tudo está bem quando corre bem, porém a felicidade não é eterna. E a sua esposa, juntamente com as suas três filhas, irão comprovar isso, quando ficarem a conhecer a segunda personalidade de Grégoire…

Grégoire (Louis-Do de Lencquesaing), um produtor de cinema parisiense, tem tudo – uma esposa e três filhas que ele adora e um trabalho estimulante ao qual é dedicado.

Na superfície, ele parece invencível, mantendo o humor e o encanto, com os quais incansavelmente concilia as exigências intermináveis da sua companhia de produção, com as suas responsabilidades domésticas.

Mas quando as reservas de Grégoire – tanto financeiras como emocionais – chegarem a um ponto de ruptura dramática, a sua esposa Sylvia (Chiara Caselli) e as crianças são obrigadas a lidar com as profundas repercussões da sua estranha e controversa dupla personalidade.

PANDORUM – UNIVERSO PARALELO
M12|FICÇÃO CIENTÍFICA, THRILLER
|ALEMANHA|108m

Realizador: Christian Alvart
Argumento: Travis Milloy, Travis Milloy
Intérpretes: Dennis Quaid, Ben Foster, Antje Traue, Cung Le, Norman Reedus, Cam Gigandet
IMDB: 6,9 /10 (30 270 votos)

O filme “Pandorum – Universo Paralelo” passa-se no futuro, por volta de 2200. A Terra foi devastada e os poucos sobreviventes tentam fugir do planeta. Dois tripulantes de uma nave espacial acordam sem terem consciência de onde estão e do que têm de fazer. É neste ambiente de sci-fi e thriller que “Pandorum – Universo Paralelo” tem a sua força. A realização ficou por conta do alemão Chris Alvart.

Ano 2200. O planeta Terra está destruído e a humanidade à beira da extinção. Uma nave com 60 mil pessoas é enviada para colonizar Tanis, um planeta com características que permitem a sobrevivência de seres humanos.

Depois de longos anos em hibernação, os astronautas Payton (Dennis Quaid) e Bower (Ben Foster) acordam na sua nave gigante, a 500 milhões de quilómetros de casa. Desorientados, nenhum deles se recorda nem de sua identidade nem da sua missão.

Os únicos sons que lhes chegam são vibrações do interior da nave. Mas, à medida que vão reconstruindo as suas memórias e investigando o local, descobrem alguns sobreviventes, aterrorizados e caçados por criaturas alienígenas. Juntos vão tentar descobrir o que realmente aconteceu e quais os verdadeiros objectivos da missão…

SHOOT ME
M12|CURTA, DRAMA, MISTÉRIO, ROMANCE
|PORTUGAL|15m

Realizador: André Badalo
Argumento: André Badalo, Joao Raposo
Intérpretes: Maria João Bastos, Ivo Canelas, Philippe Leroux
IMDB: (ainda sem votação)

“Shoot Me” é um filme português, realizado e escrito por André Badalo, que nos conta a história de uma noiva que está prestes a escolher o vestido de casamento… Uma mãe, dividida entre estabilidade futura e um passado que não consegue esquecer. O telefone toca! Batom, sexo, fotografias e um quarto escuro. Irá a noiva tornar-se a esposa? A curta-metragem “Shoot Me” irá passar nos cinema juntamente com o filme “A Cidade”.

Filmado em Lisboa e na Quinta do Hespanhol, conta a história de um triângulo amoroso em vésperas de um casamento.

Uma noiva está prestes a escolher o vestido de casamento… Uma mãe, dividida entre estabilidade futura e um passado que não consegue esquecer. O telefone toca! Batom, sexo, fotografias e um quarto escuro. Irá a noiva tornar-se a esposa?

“Shoot Me” é protagonizado por Maria João Bastos, Ivo Canelas e Philippe Leroux. Realizado por André Badalo, que se formou na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa e na University of Southern Califórnia em Los Angeles.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: